Pizzaria se torna mais negócio que tecnologia de iphone

43

Uma pizzaria (do italiano pizzeria) é um estabelecimento, normalmente caracterizado como restaurante, cuja especialidade é a venda de pizzas ou demais tipos de massas. E muito comum também, neste seguimento, oferecer serviço de entrega em domicílio.
Se você pudesse aplicar seus recursos em uma pizzaria ou em uma empresa de tecnologia, o que escolheria? Por incrível que pareça, se o seu investimento for em ações, talvez a resposta não seja tão fácil.

Fonte da imagem: https://img.stpu.com.br/?img=https://s3.amazonaws.com/pu-mgr/default/a0RG000000nvuloMAA/597f85c3e4b0a9b2b5c37de1.jpg&w=620&h=400

Montar uma pizzaria tem sido, cada dia mais, um excelente negócio. Várias franquias tem sofrido alta no mercado que chega a números bastante “apetitosos”. Segundo publicação do Quartz (site de notícias. Lançado em 2012 e opera edições na África e na Índia que tem como alvo leitores de alto rendimento, chamando a si mesmo de “um meio de comunicação digital nativo para pessoas de negócios na nova economia global”. Desde 2010, ações da rede de pizzarias Domino’s valorizaram mais de 2000% enquanto papéis da Apple, da Amazon e do Google tiveram ganhos na casa dos 500%. A Domino’s é uma rede americana de pizzarias fundada em 1960 no povoado de Ypslianti, no Estado de Michigan, pelos irmãos Tom e James Monaghan. Meses depois, o último saiu do negócio. Tom, por sua vez, deixou o controle da empresa em 1998. Desde então, seu nome tem sido associado com projetos tão incomuns quanto controversos. A corporação está sediada no Domino’s Farms Office Park em Ann Arbor, Michigan , e incorporada em Delaware . Em fevereiro de 2018, a franquia tornou-se a maior vendedor de pizza do mundo em termos de vendas. Isso reflete não só os caprichos dos mercados de ações, mas uma história interessante de recuperação de uma empresa como a Domino’s, que talvez não tenha o glamour do Google, mas mostrou uma rentabilidade invejável.

Fonte da imagem: https://www.theatlas.com/i/atlas_S18QCJyhe.png

Ainda de acordo com o Quartz, a disparada nas ações da Domino’s está relacionada a uma série de mudanças implementadas na rede de pizzarias desde 2009. Através de um comercial a própria empresa admitiu, naquele mesmo ano, que suas pizzas eram ruins. O recém-nomeado CEO Patrick Doyle apareceu em um anúncio de televisão quebrando o que parecia ser a regra fundamental da publicidade: não falar mal de seu próprio produto. Receitas foram modificadas, itens como saladas e frango entraram para o cardápio e a fama de servir comida com “gosto de papelão” ficou para trás. Com essas mudanças e uma excelente administração e marketing, em 2016, 15% do mercado de pizzarias nos Estados Unidos era da Domino’s.

A Domino´s é a maior rede de pizzaria delivery do mundo. Mesmo sendo uma marca conhecida mundialmente, a Domino´s sabe da importância de agir localmente, de acordo com a particularidade de cada lugar. Esse formato testado e aprovado em mais de 9.500 lojas em 70 países faz da Domino´s um dos maiores cases de sucesso do mundo. Sua expansão internacional começou exatamente no dia 12 de maio de 1983 com a inauguração da primeira unidade na cidade de Winnipeg no Canadá. Nesta época já existiam mais de mil lojas da DOMINO’S PIZZA em atividade. A inauguração da loja na cidade de Reykjavik, na Finlândia, em 1993, estabeleceu um recorde de vendas: na primeira semana foram comercializadas mais de 5.000 pizzas.

Aqui no Brasil a Domino’s obteve o maior crescimento em vendas entre os 73 países em que a marca está presente, conquistando o Franny Awards2013. Assim segue trajetória de expansão e fecha o ano com 117 lojas.

Fonte da imagem: https://inteligencia.rockcontent.com/wp-content/uploads/2018/07/Como-a-Domino%E2%80%99s-pizza-se-tornou-uma-empresa-de-tecnologia.png

Como uma empresa de pizza se tornou um dos maiores exemplos de transformação digital?

Como ocasiões de carryout ainda são maiores que de delivery a adaptação das lojas físicas existentes (além da abertura de novas lojas) se tornou um ponto essencial. A reestruturação das lojas teve como foco um layout que privilegia o carryout e valoriza a visualização pelo cliente do processo de fabricação artesanal das pizzas. Praticamente todo elemento da execução por trás da escalada da Domino’s possui o componente digital — investimentos, organograma, contratações, principais projetos, branding, comunicação. A empresa desenvolve grande parte das inovações e tecnologia dentro de casa (APP, integrações, plataforma). Segundo Executivos da empresa, o maior departamento da matriz agora é o de TI. Segundo algumas fontes, são mais de 500 pessoas no departamento.

Fonte do artigo: https://order.dominos.com.br/sobre-dominos
https://www.bbc.com/portuguese/internacional-38926625
https://exame.abril.com.br/mercados/nos-eua-pizza-valoriza-mais-do-que-iphone/ 
http://mundodasmarcas.blogspot.com/2006/05/dominos-pizza-get-doors-its-dominos.html

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você aceita, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais