Qual carro combina com Você?

50

No Brasil é muito comum nos depararmos com expressões para classificar os carros, estereotipando o veículo de acordo com o estilo do dono.
Carro de mulher, carro de playboy, carro de “véio”, carro de coxinha, carro de rico dentre muitas outras, são expressões normalmente usadas para classificar os veículos de acordo com o perfil do proprietário.

Carro de Mulher – de acordo com pesquisas das montadoras, as mulheres não se importam tanto com o desempenho do motor do automóvel, como costumam se importar, e muito, os homens. Elas priorizam o conforto para a direção, como a altura para guiar, espaço interno amplo e um bom porta malas.

Fonte da imagem: https://guiaauto.bemmaisseguro.com/wp-content/uploads/2016/04/honda-fit.jpg

Mas não se pode generalizar. Apesar de serem minoria, algumas mulheres querem um carro possante. Gostam de carros rápidos, com dirigibilidade esportiva e pouco se importam com o tamanho do porta malas.

Algumas montadoras, de olho nesse público (que hoje representa 50% do mercado), projetam modelos mais direcionadas às mulheres. Alguns oferecem modelos com vários porta trecos e outros mimos tipo: tecidos de bancos que não deixam marca nas pernas, espelhos no quebra sol e uma escolha múltipla de cores, itens que elas adoram.

Mas o toque emocional do público feminino fica por conta do design do veículo. Todas querem adquirir um belo carro.

Alguns pequenos queridinhos das mulheres são: Citroën C3, Volkswagen Fox, Honda Fit, Fiat Uno, Ford EcoSport, Volkswagen New Beetle, Ford Ka, Kia Soul, Fiat 500.

Mas, uma parcela bem significativa de consumidoras tem preferência absoluta pelos modelos SUVs. Em especial, mulheres mais maduras, buscam por esta linha de veículos, por serem mais espaçosos e perfeitos para quem tem família. Dentre os modelos mais cobiçados por elas estão o HR-V da Honda e o Creta da Hyundai.

Carro de coxinha – Então, muitos podem confundir a expressão coxinha com quem tem poder aquisitivo bem elevado. Nem sempre! Nesta classificação se enquadram aqueles que são mais “certinhos” (antigamente eram chamados de almofadinhas).

São consumidores exigentes com o design do carro e com seu rendimento. Também estão sempre de olho em bons negócios, ou seja, como gostam de estar sempre de carro novo, buscam carros de fácil comercialização e pouca desvalorização, estão então, são os preferidos.

Dentre estes, a Toro (FIAT), L200 (Mitsubishi) e Hillux (Hyundai) enchem os olhos de muitos coxinhas, que em geral se realizam com picapes, que pelo tamanho e robustez chamam muito a atenção na cidade.

O Jeep Renegade (FIAT) é outro queridinho por seu tamanho e por ter um visual inusitado. Dentre os mais concorridos estão o Honda Civic (Honda) e o Corolla (Toyota). Carros superconfortáveis e de visual imponente, além de serem carros de boa valorização no mercado.

Carros de “véio” – Apesar do termo nos parecer pejorativo, muitas vezes é usado para classificar aqueles que não se interessam muito design modernos, motores possantes, tecnologia. No Brasil, podemos ouvir muito a expressão “carro de tiozão”, que nos remete a ideia contraria de “carro de jovem”.

Esse público tem preferência por carros de modelos mais sóbrios. Os sedans, principalmente os asiáticos, estão entre os prediletos deste público.

Accord, Camry, Azera, Chrysler 300C fazem parte da lista de preferidos dos “tios” Mas, na verdade os Mercedes são o sonho de consumo deste público. A propósito, a montadora abriu mão da ousadia dos modelos da década anterior para investir em modelos mais clássicos.

Fonte da imagem: https://edge.slashgear.com/wp-content/uploads/2019/01/porsche-taycan-charging-1280×720.jpg

O Jeep Renegade (FIAT) é outro queridinho por seu tamanho e por ter um visual inusitado. Dentre os mais concorridos estão o Honda Civic (Honda) e o Corolla (Toyota). Carros superconfortáveis e de visual imponente, além de serem carros de boa valorização no mercado.

Carros de “véio” – Apesar do termo nos parecer pejorativo, muitas vezes é usado para classificar aqueles que não se interessam muito design modernos, motores possantes, tecnologia. No Brasil, podemos ouvir muito a expressão “carro de tiozão”, que nos remete a ideia contraria de “carro de jovem”.

Esse público tem preferência por carros de modelos mais sóbrios. Os sedans, principalmente os asiáticos, estão entre os prediletos deste público.

Accord, Camry, Azera, Chrysler 300C fazem parte da lista de preferidos dos “tios” Mas, na verdade os Mercedes são o sonho de consumo deste público. A propósito, a montadora abriu mão da ousadia dos modelos da década anterior para investir em modelos mais clássicos.

Carro de playboy – Sem dúvida, quando o quesito é o carrão, estes gostam de causar muito impacto e barulho quando se trata de escolher seus automóveis. Muitos ligam essa expressão playboy a quem tem muito dinheiro. Também não é sempre assim, existem carros de playboy para todos os bolsos. O que vale pra este público é o impacto causado por sua “máquina”. Assim como a Mercedes agrada em cheio o tiozão, a BMW está para os playboys mais imponderados. Esta atração deve-se ao fato da montadora trazer ao mercado modelos com apelo mais esportivo.

Carro de rico – Nessa “classificação” se enquadram os carros que o consumidor da classe “quer ter”. Ou seja, o sonho de consumo e quem ainda não adquiriram. Geralmente tem valores acima de R$ 200.000,00. Na lista dos mais cobiçados estão os Suvs: Volvo XC90 e XC60, o BMW X5, Porsche Macan, Jaguar F-Pace e todos os Land Rover.

Fonte da imagem: https://cdn.salaodocarro.com.br/_upload/carros/land-rover/discovery.jpg

Enfim, seja qual for o estereotipo, o que não se pode negar é que o brasileiro é mesmo louco por carros, cada um com seu perfil e com seu bolso.

Fonte do artigo: EM jornaldocarro.estadao.com.br

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você aceita, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais