Você já ouviu falar no rover curiosity? Saiba mais sobre esta missão da nasa

15

O rover Curiosity, lançado pela NASA, tem o tamanho aproximado de um carro médio destinado a explorar a superfície de Marte como parte da missão Mars Science Laboratory. Este tipo de veículo de exploração espacial e projetado para se mover na superfície de um planeta ou de outro A missão teve início com o lançamento, efetuado em 26 de novembro de 2011 a partir da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, tendo pousado com sucesso em Marte. O ponto de pouso, batizado de Bradbury Landing estava a apenas 1,5 milhas (2,4 quilômetros) do ponto de pouso originalmente previsto, depois de uma jornada de 350 000 000 milhas (560 000 000 quilômetros).

Os rovers são projetados com características para trafegar em todo tipo de terreno, e são conduzidos ao seu destino através de espaçonaves do tipo aterrissado. Eles são usados em condições muito diferentes das encontradas na Terra, o que implica algumas características especiais de projeto, tais como: rodas com movimentação e tração independentes além de braços e instrumentos robóticos. São parte fundamental no projeto dos rovers os seguintes requisitos: Prontidão, conectividade e autonomia. Pra se ter uma ideia da complexidade de um projeto assim, a pintura de um rover requer aproximadamente 5.000 horas de trabalho. Este processo começa no laboratório, onde o processo e completamente diferente do que e usado na pintura de carros normais. Chega a ser um processo artesanal. Alguns rovers foram projetados para transportar membros da tripulação de uma missão espacial tripulada; outros são parcial ou totalmente construídos como robôs autônomos, como e o caso do Curiosity. A maioria dos rovers chegam à superfície do planeta de destino em um veículo aterrissador.

Os matériais que são usados para compor o Curiosity foram pensados para suportar o ambiente inóspito de marte, onde há ausência de atmosfera, tempestades e até a 73C.
Algumas peças não podem ser pintadas e precisam ser protegidas por fitas, que são cuidadosamente colocadas pelos cientistas que usam um computador como guia para que essas fitas sejam cortadas com precisão. A próxima etapa e a lixação do chassi para que possa receber a pintura. A cor branca e usa nessa pintura porque essa cor reflete o máximo da radiação solar e evita o superaquecimento do rover. Após estas etapas o veículo “vai ao forno”. Isso mesmo, o veículo e todo embalado e vai para uma câmara térmica a 110 ºC onde fica por três dias.

O robô Curiosity, também conhecido como Laboratório de Ciência de Marte (MSL, na sigla em inglês), já está a mais de 2 mil “dias marcianos” na superfície do planeta vermelho. Ao longo deste tempo, o equipamento produziu várias imagens notáveis. Conheça abaixo algumas delas:

Fonte da imagem: https://ichef.bbci.co.uk/news/624/cpsprodpb/17E59/production/_100518879_9c24d308-b7e0-481d-ae08-33ce81a696ad.jpg

A imagem foi feita em “Buckskin”, sétima rocha alcançada pelo equipamento durante a missão.

Fonte da imagem: https://ogimg.infoglobo.com.br/in/17248637-24a-643/GEOMIDIA/375/xSPACE-MARS-ROVER.jpg.pagespeed.ic.VHBBdjJEqV.jpg

Perfuração feita pelo Curiosity em rocha permitiu encontrar moléculas orgânicas

Fonte da imagem: http://s2.glbimg.com/s5Oxmt0F_pVXwTWNPSNyW9fHHw4=/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2014/12/16/rock.jpg

O Curiosity tem um braço de 2.1 m (6,9 pés) de comprimento com uma torre em forma de cruz, segurando cinco dispositivos que podem girar com uma escala de giro de 350 °. O braço faz uso de três articulações para estendê-lo para a frente e para guardá-lo novamente enquanto estiver sendo dirigido. Tem uma massa de 30 kg (66 libras) e o seu diâmetro, incluindo os instrumentos montados sobre ele, é de cerca de 60 cm (24 pol). Dois dos cinco dispositivos são instrumentos in situ ou de contato, conhecidos como espectrômetro de raios-X (APXS), e a câmera MAHLI. Os três dispositivos restantes estão associados a funções de aquisição e preparação de amostras: uma broca de percussão; uma escova; e mecanismos para escavar, fazer peneiração e porcionamento de amostras de poeira de rochas e do solo.

O rover que explora Marte, detectou picos de emissões de metano no planeta, disseram nesta terça-feira (16) os cientistas da missão. Eles não conseguiram ainda, no entanto, identificar a origem deste gás, que na Terra é gerado por organismos vivos e decomposição de matéria orgânica. O gás “registra picos de aumento de 10 vezes, ou até mais em determinadas ocasiões ao longo de 60 dias marcianos”, informaram os autores do estudo, entre eles Christ Webster, do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa. Como é contado o tempo em Marte: Então, Um ano em Marte tem 687 dias, o equivalente a quase dois anos na Terra. Já os dias marcianos têm 24 horas e 37 minutos, quase o mesmo número de horas dos dias aqui em nosso planeta.

Fonte da imagem: http://s2.glbimg.com/EZBIfJimODwZPwnjA47EvG16sDkMmeQ8cqMVEPhHxLRIoz-HdGixxa_8qOZvMp3w/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2012/08/06/sombra-620.jpg

Primeira imagem feita pelo Curiosity mostra a roda do jipe sobre Marte (Foto: Reprodução/Nasa TV/Reuters

O rover Curiosity pousou na superfície de Marte após uma viagem de 567 milhões de quilômetros e quase nove meses.

A missão, que investiu cerca de US$ 2,5 bilhões (mais de R$ 5 bilhões) no projeto que pretende saber se o planeta vermelho já reuniu condições favoráveis à vida, foi declarada completa e um sucesso 1 minuto depois.

Fonte do artigo: https://pt.wikipedia.org/wiki/Rover https://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/nasa-divulga-selfie-do-robo-curiosity-em-marte-17248638 http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2014/12/nasa-detecta-emissao-de-metano-em-marte.html

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você aceita, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais