Encontrado por astrônomos um gás puro produzido pelo Big Bang

16

Uma nuvem de gás sobreviveu no universo durante os primeiros 1.5 bilhões de anos sem ser contaminada pelos elementos de estrelas, tornando um remanescente puro do Big Bang. Essa descoberta poderia ajudar ao um melhor entendimento dos primórdios do universo.

Fonte da imagem: https://www.iflscience.com/space/astronomers-find-a-pure-remnant-of-the-gas-produced-in-the-big-bang/

Em 2011 astrônomos observaram duas nuvens de gases aparentemente composta por um material original do Big Bang. A descoberta surpreendeu os astrônomos que esperavam que detritos de estrelas invadissem e se misturassem quando estava sendo observado. Mais inesperado ainda foi esse par de nuvem foi visto.

De acordo com professor de Michael Murphy da universidade tecnologia da Australia Swinburne, os primeiros achados foram feitos por acidente. Esse tipo de descoberta de objetos geralmente leva a rapidamente descobrir outras da mesma forma, mas por sete anos pesquisadores não conseguiram nada. Agora Murphy conseguiu preencher esse buraco, identificando a terceira nuvem, usando um método que acreditar ser bom pra encontrar mais exemplos.

Sem estrelas, a nuvem não produz luz. Podemos observar apenas porque um evento ainda mais distante, uma estrela quasar esta bem atras. A luz desta estrela produz um efeito que possibilita essa visibilidade.

Fonte da imagem: http://www.thetimenow.com/img/astronomy/all/the-big-bang-abstract.jpg

A uma distância tão grande é impossível provar que ela não tem absolutamente nenhum elemento pesado, porem um artigo mostrou que é pelo menos 10.000 mais escassa que o sol. De acordo com Murphy que é possível que pequenas quantidades de resíduos de supernova possam ter poluído a nuvem, modelos sugerem que é mais provável que esteja totalmente pura.

“nos não estamos interessados em nuvens imaculadas, mas também aquelas que contém sinais de primeiras estrelas mortas, mostrando que nos podemos encontrar nuvens de gás que ficam vagando por um período de 1.5 bilhões de anos sem interação, talvez seja possível de encontrar aquelas que podem nos contar sobre as primeiras gerações de estrelas” disse Murphy.

Fontes: https://www.iflscience.com/space/astronomers-find-a-pure-remnant-of-the-gas-produced-in-the-big-bang/

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você aceita, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais